Você consegue identificar uma boa pega do bebê?

Conseguir a melhor pega possível na amamentação é crucial para ajudar mães com dificuldade de amamentação e é uma das habilidades que ensinamos em nossa clínica. Uma boa pega é a base para:

• Ajudar mães com mamilos rachados.
Ajudar o bebê a sugar mais leite do peito.


• Prevenir problemas futuros, como ductos bloqueados, mastite, diminuição tardia da produção e descida de leite materno para o bebê, mamilos rachados,refluxo“, “alergia a algo no leite materno“.


Na nossa clínica de amamentação, ensinamos a pega de maneira diferente da maioria das outras. Ensinamos as mães a fazer uma pega assimétrica.


Como é a pega assimétrica? O bebê cobre mais a aréola com o lábio inferior do que com o lábio superior, o queixo toca na mama e o nariz não toca – a razão para o nariz do bebê não tocar a mama não é para deixá-lo respirar e sim para ajudá-lo a ter uma boa pega e ser capaz de estimular melhor a mama com a gengiva inferior e a língua e, assim, obter o máximo de leite materno possível e prevenir ou tratar a causa subjacente de mamilos rachados.


Veja as duas fotos abaixo (foto 1 e foto 2), ambas do mesmo bebê. Qual das fotos mostra uma pega melhor – em outras palavras, qual das fotos mostra uma pega mais assimétrica?

Good latch, good attachment

Compare as duas fotos de um bebê amamentando para determinar qual é uma pega assimétrica


Você descobrirá a resposta para esta pergunta na leitura abaixo. Se precisar de ajuda com a resposta, leia o capítulo anterior com fotos que explicam o que é uma pega assimétrica.


Na nossa clínica, temos mais de 30 anos de experiência ensinando a pega assimétrica para as mães, e nossas consultoras de lactação receberam treinamento e desenvolveram habilidades para usar a pega assimétrica para auxiliar mães com várias dificuldades diferentes de amamentação.


RESPOSTA: Quando você olha as duas fotos, a foto 1 mostra o bebê fazendo uma pega simétrica “tradicional”, que algumas vezes pode também dar certo caso o bebê esteja recebendo bem o leite e a mãe sem dificuldades ao amamentar, especialmente sem dor. Na foto 1, o nariz está próximo à mama e a pega parece “olho de boi”, em vez de assimétrica. A foto 2 mostra uma pega assimétrica, que é melhor, especialmente se a mãe e o bebê estão tendo dificuldades na amamentação. A pega assimétrica funciona bem para primariamente evitar problemas. Na foto 2, há espaço entre o nariz do bebê e a mama, a cabeça do bebê está mais inclinada para trás (mais estendida) e o bebê cobre a aréola mais com o lábio inferior do que o lábio superior, além do mamilo estar apontando mais para o céu da boca do bebê.


A pega assimétrica funciona melhor porque o bebê tem mais mama encostada na gengiva inferior, que é a parte da boca que se move, estimulando a mama a liberar seu leite. Imagine na foto 2, acima, a mandíbula do bebê se movendo. Com certeza a mandíbula e a língua do bebê estão estimulando mais a mama como se o bebê tivesse uma pega muito “mais profunda”. A próxima foto ilustrará melhor isso.

Une exemple d'une mauvaise prise du sein


Foto 3: Este bebê possui uma pega que é o oposto da “ideal”. Ele cobre mais a aréola com o lábio superior do que com o lábio inferior. Assim, ele é menos capaz de estimular o seio a liberar leite porque o céu da boca não se move.


A resposta certa à pergunta do início do artigo é a foto 2.

If you need help with breastfeeding, make an appointment at our clinic.
Se precisar de ajuda com a amamentação, marque uma consulta em nossa clínica.

 

Copyright for the English original: Jack Newman, MD, FRCPC, 2017, 2018, 2020

Copyright for the Portuguese translation: Jack Newman, MD, FRCPC, 2020

Translation to the Portuguese: Dra Maria Luisa Silva Quintino (Brazil)

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.